voltar

NOTÍCIAS & ARTIGOS

Tecnologias Imersivas como estratégia de vendas.

Tecnologias Imersivas como estratégia de vendas.

Repense

DEZ | 2020

Repense

O Coronavírus apenas acelerou uma mudança radical: a 5ª revolução industrial/informacional.                                                                                          Esta mudança chega para perpetuar e democratizar a Inteligência Artificial, Learning Machine, Deep Learning, Blockchain, Realidade Aumentada, Realidade Virtual e Realidade Estendida no comportamento e cotidiano de marcas e pessoas.  

Enquanto a Covid-19 aprisiona os clientes em casa e os paralisa pelo medo, essas tecnologias estão configuradas para acelerar em um mundo pós-corona. Os testes on-line, principalmente no setor de beleza, serão impulsionados com consumidores preocupados com higiene. Um exemplo desse comportamento foi o lançamento este ano do batom AR Try-On do Pinterest, permitindo que os fãs comprassem e testassem tons até de marcas parceiras. O YouTube também testou seu próprio batom AR Try-On em 2020, possibilitando que o público experimentasse produtos de marcas como a Nars, gigante do setor de beleza. Em um formato de tela dividida, a metade superior apresenta um vídeo tutorial, enquanto a metade inferior exibe seu rosto por meio de uma câmera frontal de um smartphone, que recebe filtros de Realidade Aumentada para experimentar e comprar.  

A utilização destas tecnologias imersivas no nosso cotidiano subirá 113% até 2022, segundo o report "VIRTUAL IMMERSIVE COMMERCE" da Stylus, à medida em que os consumidores assimilarem essas tecnologias como o “novo normal”. Depois da web, dominada pelo Google, e das redes sociais lideradas pelo Facebook e WeChat, esse contexto nos coloca na iminência da próxima revolução da internet e a Geração Z estará na vanguarda da mudança que isso trará.  

O comércio em Realidade Aumentada e as vendas na 3ª Plataforma.  

A partir de 2021, testemunharemos o alvorecer da Terceira Plataforma que trará a sobreposição entre digital e físico. À medida em que ela crescer, as realidades virtuais vão transformar a maneira como uma geração de nativos digitais se comunica, brinca, faz compras e trabalha, impulsionando a demanda por interações divertidas em seus cotidianos.  

Essa sobreposição é o que se chama de “mundo espelhado” – uma plataforma de realidade estendida onde todas as coisas e lugares serão legíveis por máquinas e tudo terá um gêmeo digital. A linha entre o físico e o digital se tornará cada vez mais tênue, dando origem a uma economia imersiva em que viver um lifestyle aprimorado pela Realidade Estendida será comum para toda a geração de nativos digitais. A grande chave para isso se tornar escalável é a chegada do 5G, que vai desbloquear o potencial de aplicativos e devices para todos os tipos de realidades em dispositivos inteligentes. Para 72% da Geração Z (segundo WPP Engine Report 2019), todos terão seus próprios assistentes de voz personalizados até 2024. Para 79% dessa geração, todos os softwares/sites/experiências digitais terão recurso de aprendizagem por meio de IA. Para 80%, a biometria será feita sem teclado.     

Embora a criação de avatares digitais não seja nada novo, a diferença agora é que a Geração Z vive outras partes de suas vidas on-line de uma maneira que os Millenials não viviam. Não se trata de criar um alterego de quem eles não são, mas equivalentes digitais, para uma geração que joga, socializa, aprende e faz compras nesse ambiente. É visando esse contexto que marcas adotam cada vez mais experiências de compra em Realidade Estendida para aumentar engajamento e conversão entre jovens consumidores. 

À medida que entramos na economia imersiva, as marcas e os varejistas devem se preparar para uma mudança do e-commerce ou m-commerce (mobile commerce) para o a-commerce (realidade aumentada commerce).

Particularmente no setor de beleza, moda e educação, os consumidores mais jovens demandarão cada vez mais jornadas de compras criativas, personalizadas e envolventes por meio da realidade estendida. 

Os mundos virtuais serão uma válvula de escape para a criatividade e expressão do consumidor, e o berço de tendências estéticas e subcultura. Adote formatos de streamings ao vivo que sejam parte cultura, parte comércio, e incentive o público a acompanhá-los ritualisticamente. 

A Realidade Aumentada e a Realidade Virtual devem se tornar um novo padrão no comércio on-line a partir de 2021. 

A equipe REPENSE assina e se inspira diariamente na Stylus, plataforma global de tendências. 

Inspire-se e repense com a gente.

Receba os nossos artigos, novidades
e campanhas no seu email e celular.

Enviado! E-mail cadastrado com sucesso!

Erro! Cadastro não realizado, tente novamente mais tarde.

RIO DE JANEIRO

Waze

R. Visconde de Piraja, 495, 11º andar Ipanema - 22410-002 - Rio de Janeiro - RJ
+55 21 2540 6020

Entre em contato com a gente