voltar

NOTÍCIAS & ARTIGOS

10 LIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO DA RAINHA DO POP

10 LIÇÕES DE EMPREENDEDORISMO DA RAINHA DO POP

POR OTAVIO DIAS

JAN | 2020

POR OTAVIO DIAS

Chamada de “Rainha do Pop” desde os anos 1980, Madonna é reconhecida por reinventar sua música e sua imagem constantemente. Em 2016, a revista Billboard a elegeu “Mulher do Ano”. Em julho de 2018, de acordo com a Forbes, sua fortuna foi avaliada em 590 milhões de dólares. 

Mas, afinal, o que fez com que Madonna– cantora, compositora, dançarina, atriz, empresária e produtora musical norte-americana – se mantivesse no topo por tantos anos? O que fez com que uma cantora que já vendeu mais de 300 milhões de discos no mundo inteiro fosse reconhecida como a Artista Musical Feminina mais bem-sucedida de todos os tempos pelo Guinness World Records?

Como fã e empreendedor, acompanho sua carreira desde a década de 1980 e voltando recentemente do seu mais novo show “Madame X”, trago uma reflexão com apenas 10 das muitas lições de empreendedorismo que ela vem nos ensinando durante todos esses anos.

1. Seu negócio tem um propósito?

Desde que chegou ao show business, Madonna evidenciou seu compromisso em lutar pela liberdade de expressão e pelo apoio constante às minorias, que sempre esteve em sua música, narrativas e atitudes políticas. Ela apoia a comunidade GLBT (foi a 1ª mulher a receber a homenagem do GLAAD Media Awards), combate fortemente o HIV (já foi homenageada pelo AIDS Project Los Angeles e pela American Foundation for AIDS Research), dá voz ao feminismo, deu luz ao “ageismo” – quando sentiu o preconceito com a idade em sua própria pele – e também está à frente do projeto Raising Malawi, uma organização sem fins lucrativos fundada em 2006 por ela e Michael Berg (codirector do Kabbalah Centre, autor, acadêmico, professor e líder espiritual) dedicada a ajudar milhares de crianças órfãs e em extrema pobreza por meio de programas de saúde e educação. Foi em suas viagens para este projeto que Madonna conheceu e adotou 4 dos seus filhos: David Banda em 2006, Mercy James em 2009, e as gêmeas Esther and Stella Mwale em 2017.

2. Que imagem você quer construir para você e para o seu negócio?

Poucos artistas foram tão coerentes como Madonna em sua “Brand Persona”. Uma de suas marcas registradas é a mudança constante no visual: em “Blond Ambition”, surgiu loiríssima com o figurino de Jean Paul Gaultier, que lançou seu polêmico sutiã pontiagudo; para o álbum “Confession on a Dance Floor”, com figurino assinado pelo mesmo estilista, surgiu ruiva com cabelos longos e visual anos 1970, inspirado no Studio 54. Além do seu lado camaleoa, o que Madonna sempre manteve em primeiro plano na sua imagem foi a sua atitude irreverente, ousada e provocativa. Ela tem opiniões fortes, sempre foi contra a hipocrisia e fala o que pensa. Não é à toa que muitos jornalistas já passaram grandes "apertos" com ela. Quem não se lembra, por exemplo, da fatídica entrevista de Marília Gabriela? Quem não se lembra também da repercussão mundial do Papa pedindo ao público e à comunidade cristã que não participassem do concerto da turnê “Blond Ambition” em Roma? A mesma turnê que despertou a ira da igreja católica se tornou o evento musical de maior bilheteria de todos os tempos. 

3. Tenha coragem para ser pioneiro.

Madonna inventou e “deu o tom” aos shows musicais que conhecemos e estamos acostumados a assistir nos dias de hoje: dançarinos, projeções, clipes exclusivos, muita tecnologia e um impressionante "storytelling", que conecta uma música à outra e faz os seus shows terem uma narrativa poderosa, com começo, meio e fim. Depois de seus gigantes shows em estádios, inovou mais uma vez ao anunciar em 2019 uma primeira turnê exclusivamente em charmosos teatros de diversos países – sem celulares – surpreendendo mais uma vez a todos com um show intimista, mas, ao mesmo tempo, tão impactante, estético e profissional quanto os seus grandiosos shows anteriores.

4. Esteja aberto e sintonizado com as inovações.

Madonna foi uma das primeiras artistas a assinar coleções em parceria com grandes redes de varejo, como H&M. Foi também uma das primeiras artistas a usar e abusar de tecnologias nos seus shows e nos seus DVDs, com projeção a LEDs dinâmicos se movimentando freneticamente pelo palco. Foi também a primeira a utilizar Realidade Aumentada na apresentação ao vivo em parceria com Maluma, no Billboard Music Awards 2019, junto a diversos "clones" seus em diferentes situações, coreografias e figurinos. 

5. Seja colaborativo e conecte-se com os melhores.

Nos últimos anos, muitas marcas passaram a falar em colaboração com outras marcas, startups ou profissionais. Madonna foi pioneira na concretização de parcerias que, certamente, contribuíram para elevar a qualidade do seu trabalho e para mantê-la na crista da onda. Se na década de 1980, não tinha verba e abusava dos crucifixos, mix de colares e pulseiras, make colorida e peças pretas com looks garimpados de brechós, assim que cresceu como artista e ganhou representatividade, fez parcerias com os maiores nomes da moda, como Jean Paul Gaultier, Versace, Prada, dentre outros, e esteve sempre conectada aos talentos das novas gerações, como Britney Spears, Nicki Minaj, Justin Timberlake, Pharrell Williams e, mais recentemente, Maluma, Anitta e Swae Lee.

6. Acompanhe as tendências e traga-as para o seu negócio.

Poucos artistas são tão sintonizados, visionários (e rápidos) como Madonna em enxergar uma tendência e aplicá-la em seu trabalho. Com os dançarinos e a música latente do subúrbio de Nova York, por exemplo, ela fez a música e a coreografia dos seus maiores sucessos: “Vogue”. Na música “Jump”, ela trouxe a parkour, esporte urbano em que pessoas ultrapassam rápida, eficiente e seguramente qualquer obstáculos utilizando somente as habilidades e capacidades do corpo humano, em saltos ousados e precisos.

7. Tenha um bom storytelling.

Todos os seus shows, clipes e álbuns são recheados de histórias fascinantes. Da religiosa profana de “Like a Virgin” à executiva forte e poderosa de “Express Yourself”, à mulher liberada e sexual de “Erotica”. Em sua mais recente narrativa em “Madame X”, apresentou personagens diversos ao seu público: uma agente secreta, uma dançarina, uma chefe de estado, uma dona de casa, uma prisioneira, uma professora, uma freira, uma santa, uma prostituta e uma espiã. Cada música do seu álbum deu vazão a uma personagem e sua história. Além disso, ela ainda conseguiu encaixar ao storytelling de “Madame X” o início da sua carreira em Nova York, quando conheceu a emblemática professora de dança Martha Graham e frequentou as noites do Studio 54; e a sua residência em Lisboa, onde conheceu a cultura portuguesa e seus muitos músicos, ritmos e instrumentos.

8. Dedique-se e seja obcecado pela qualidade.

Madonna é obstinada. Ela não para no tempo e não se contenta com pouco. Mantém-se atualizada com os movimentos humanos, políticos e do universo pop. Só trabalha com os melhores profissionais e escolhe a dedo cada membro da sua equipe: do figurinista ao dançarino ou produtor. Em todas as turnês, ensaia horas e horas, exaustivamente. Em todos os shows, faz questão de inspecionar pessoalmente cada detalhe. Madonna é o que é porque é uma guerreira: estuda e trabalha duro. Ela realmente se dedica de corpo e alma ao seu ofício de entreter, surpreender e dar voz às minorias.

9. Seu negócio tem longevidade?

Com poucas exceções, como Rolling Stones e Elton John, a grande maioria dos artistas que se compara a Madonna em termos de impacto e longevidade (Michael Jackson, Prince, David Bowie, dentre outros) não se manteve tanto tempo no topo e/ou não está mais entre nós. Com mais de 35 anos de carreira, ela já vendeu mais de 300 milhões de discos, recebeu todos os prêmios da indústria e, ainda assim, não se acomoda. Quando pensávamos que ela estivesse aposentada em Lisboa, sua veia artística e empreendedora trouxe à tona um dos seus álbuns mais ousados e experimentais. 

10. Você e seu negócio são verdadeiramente autênticos?

A “Rainha do Pop” nunca esteve preocupada em copiar ou agradar alguém. Seu maior compromisso foi sempre com a sua evolução (e constante reinvenção) e, assim, construiu uma carreira incomparável. Preocupar-se menos com o que os outros estão fazendo, falando ou pensando e mais com seu compromisso em ser quem você acredita que deve ser, talvez seja uma das maiores lições da artista.

 Madonna é exemplo de superação, coragem, ousadia e, principalmente, resiliência. Milionária e extremamente bem-sucedida, ela não se alimenta de dinheiro, mas da sua autossatisfação em manter sua criatividade pulsante, realizando e surpreendendo a todos. Afinal, como ela disse na abertura e no fechamento do seu último show, “o artista existe para acabar com a paz”.

Inspire-se e repense com a gente.

Receba os nossos artigos, novidades
e campanhas no seu email e celular.

Enviado! E-mail cadastrado com sucesso!

Erro! Cadastro não realizado, tente novamente mais tarde.

RIO DE JANEIRO

Waze

R. Visconde de Piraja, 495, 11º andar Ipanema - 22410-002 - Rio de Janeiro - RJ
+55 21 2540 6020

Entre em contato com a gente